quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Governo da Paraíba iniciou o patrolamento da PB-151, trecho que liga os municípios de Carnaúba dos Dantas/RN a cidade de Picuí/PB.

20130806_13084620130806_13045520130806_130827

O blog Carnaúba em Foco fez o registro fotográfico do início do patrolamento da PB-151, o trecho de 12 km que liga o RN, através da Contrilha (Carnaúba dos Dantas) a cidade de Picuí/PB. 

Na reunião realizada no DER-PB, em João Pessoa/PB, no último dia 31/07/2013 onde a deputada estadual Gilma Germano coordenou uma reunião que envolveu representantes da cidade de Picuí e de Carnaúba dos Dantas ficou acertado que, enquanto não for iniciado o serviço asfáltico, vez que o orçamento ainda será concluído, uma máquina motoniveladora fará o patrolamento dos trechos mais críticos.
De fato, para os motoristas, é muito melhor a retirada do asfalto que só tem buracos (as famosas bocas de lobos) que danificam pneus e peças dos veículos.

Ainda não há previsão do início das obras, mas o governo da Paraíba já adiantou em recente entrevista a imprensa paraibana que fará os serviços daquele trecho tão logo sejam concluídos os trâmites legais.

Clique AQUI e relembre a reunião do DER/PB.

Reportagem: Tota de Aristóteles

Veja perguntas e respostas sobre a nova regra da meia-entrada.

Governo publicou o Estatuto da Juventude, que define regras do benefício. G1 listou principais dúvidas sobre quem pode ou não pagar meia-entrada.



O Estatuto da Juventude, publicado na edição desta terça-feira (6) do Diário Oficial da União, traz novas regras para a concessão de meia-entrada nos ingressos de cinemas, teatros, shows e outras atividades culturais. Agora, além de estudantes e idosos, jovens com entre 15 e 29 anos também são contemplados com o benefício em estabelecimentos de todo o país, desde que sejam de famílias de baixa renda.
Várias mudanças incluídas na lei ainda não foram explicadas. Isso ocorre porque, segundo a assessoria de imprensa da Secretaria Nacional de Juventude, a partir da terça-feira, o governo federal tem 180 dias para publicar o regulamento do estatuto. Para explicar as mudanças na lei que não dependem de regulamentação, o G1 preparou uma série de respostas para algumas dúvidas dos estudantes e jovens.
A nova regra de meia-entrada vai valer para a Copa do Mundo e a Olimpíada?
Não. As regras do Estatuto da Juventude não se estendem aos jogos da Copa do Mundo de 2014 nem à Olimpíada de 2016. As entradas para esses eventos (incluindo as vendidas com desconto) são reguladas por outra lei, chamada de Lei Geral da Copa.
A carteirinha de estudante da minha escola vai continuar valendo para a meia-entrada?
Sim. Pelo texto, terá direito a meia-entrada em eventos de lazer e desportivos os estudantes que comprovarem matrícula em instituição de ensino com o uso de carteirinha expedida "preferencialmente" pela Associação Nacional de Pós-Graduandos, pela União Nacional dos Estudantes (UNE), pela União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) e por entidades estudantis estaduais e municipais filiadas a essas organizações nacionais. Isso quer dizer que, embora haja preferência para a carteirinha de estudante padronizada por essas entidades, o texto do Estatuto da Juventude não invalida o uso de carteirinhas emitidas por instituições de ensino para a comprovação do benefício.
Faço pós-graduação e tenho mais de 29 anos. Continuo com direito à meia-entrada?
Sim. O benefício da meia-entrada a estudantes é garantido pela nova lei sem restrição de idade.
Faço graduação e tenho mais de 29 anos. Continuo com direito à meia-entrada?
Sim. O benefício da meia-entrada a estudantes é garantido pela nova lei sem restrição de idade.
Faço curso de idiomas. Tenho direito à meia-entrada?
Não. Independente da idade, a matrícula no curso de idioma não se enquadra nos requisitos do benefício de meia-entrada para estudantes.
Estudantes de famílias de baixa renda precisam pagar para ter a carteirinha de estudante?
Não se sabe. O Estatuto diz que "é garantida a gratuidade na expedição da CIE [a carteirinha] para estudantes pertencentes a famílias de baixa renda, nos termos do regulamento". Porém, o regulamento ainda não foi feito.
Como funciona a comprovação de renda para a gratuidade de quem tem baixa renda, mas não estuda?
Segundo a Secretaria Nacional de Juventude, esse procedimento ainda será definido. De acordo com o Estatuto da Juventude, para ter acesso ao direito, as famílias dos jovens carentes devem estar registradas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico). Porém, o regulamento que o governo vai fazer nos próximos 180 dias é que vai definir como será a comprovação deste registro.
Quem vai fiscalizar se os eventos reservam mesmo 40% da carga de ingressos para o benefício? Como denunciar os estabelecimentos que não cumprem essa regra?
Ainda de acordo com a Secretaria Nacional de Juventude, a fiscalização dos estabelecimentos e eventos também será definida no regulamento da lei.

Fonte: G1

Tarifa de ônibus é principal responsável pela queda da inflação em julho.

Segundo o IBGE, as passagens dos ônibus urbanos se reduziram já na metade do mês de junho, por causa das manifestações no país e, em alguns estados, chegaram a ficar muito mais baratas.


onibus_m

A queda de 3,32% nas tarifas de ônibus urbanos no país foi a principal responsável pela baixa taxa de inflação oficial, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), de 0,03% em julho. Em sete regiões metropolitanas, houve redução nas tarifas de ônibus nos meses de junho e julho, que tiveram impacto no bolso do consumidor.
“As tarifas dos ônibus urbanos se reduziram já na metade do mês de junho, por causa das manifestações e, em alguns estados, chegaram a ficar muito mais baratas. É um item muito importante no orçamento das famílias, já que se trata de uma despesa diária, principalmente para o trabalho”, disse a coordenadora de Índices de Preços do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Eulina Nunes dos Santos.
Grande parte dos reajustes de preços foi feita em junho, mas como o cálculo da inflação leva em conta o número de dias do mês, parte da redução teve impacto no mês seguinte. Ou seja, se um reajuste é feito no dia 10 de junho, por exemplo, ele terá impacto em 20 dias daquele mês e em dez dias do mês seguinte.
O principal impacto foi observado na região metropolitana de Goiânia, onde houve redução de 10% em 13 de junho. Parte da queda de preços (-4,93%) teve impacto no cálculo da inflação de julho.
Em São Paulo, a redução de 6,25% em 24 de junho teve um impacto de -4,46% na inflação de julho. No Rio de Janeiro, a redução foi 6,78% em 20 de junho, parte da qual (-4,84%) foi incluída no cálculo da inflação de julho.
Em Curitiba, o reajuste médio de 2,69% ocorreu no dia 1º de julho, logo o impacto ocorreu integralmente naquele mês. Em Porto Alegre, a redução de preços foi 1,75% no dia 4 de julho, por isso, o cálculo da inflação considerou apenas -1,4% do reajuste. Em Belo Horizonte, a queda de preços foi 5,36% no dia 10 de julho, parte da qual (-3,57%) teve impacto na inflação de julho.
Com essa contribuição dos ônibus urbanos, o grupo de despesas transportes teve uma deflação (queda de preços) de 0,66% em julho, sendo o grupo que mais influenciou a queda da inflação de 0,26% em junho para 0,03% em julho.
Os alimentos também tiveram impacto importante, com deflação de 0,33%, graças a produtos como o tomate e a cebola, que tiveram quedas de preços de 27,25% e 10,9%, respectivamente. Depois do ônibus urbano, esses dois itens foram os que mais contribuíram, isoladamente, para a queda da inflação no mês passado.
Segundo Eulina dos Santos, os alimentos vêm tendo quedas desde janeiro deste ano, devido ao aumento da safra brasileira e à menor pressão no preço global dos alimentos. Apesar disso, ela ressalta que os preços dos produtos alimentícios no Brasil ainda estão mais altos do que no ano passado.
“As pessoas continuam pagando mais caro pelos alimentos. De janeiro a julho, os alimentos aumentaram 5,67%. No acumulado dos 12 meses, os alimentos estão 11,42% mais caros”, disse a pesquisadora.
Entre os itens que evitaram uma queda maior do IPCA em julho deste ano, estão os empregados domésticos, com alta de preços de 1,45% no mês, e o leite longa vida, com inflação de 5,58%.
Fonte: Nominuto

sábado, 3 de agosto de 2013

Após dez anos de tentativas, servidor público vira pai de trigêmeos no RN.

Eliezer de Melo sofre de azoospermia, mas não desistiu de ter filhos. Antes dos trigêmeos, ele adotou um menino deixado na porta de casa.


Eliezer e seus quatro filhos: Lucas, Alice, Tiago e Mateus (Foto: Felipe Gibson/G1)

Nem mesmo problemas de fertilidade fizeram o funcionário público Eliezer Cosme de Melo, de 49 anos, desistir do plano de ser pai. Presenteado pela solidariedade e com a ajuda da medicina vieram quatro filhos. O primeiro, Mateus, de 19 anos, foi deixado recém-nascido com o funcionário público. Já Lucas, Tiago e Alice, todos de 7 anos, são trigêmeos. Eles chegaram depois que Eliezer tentou por dez anos engravidar a mulher em procedimentos de inseminação artificial. "De muitas decepções fizemos uma última tentativa", diz Eliezer.

Acometido por azoospermia - deficiência na produção e qualidade de espermatozóides - Eliezer tentou sem sucesso ter filhos com a primeira mulher. Quando Mateus foi deixado recém-nascido na frente da casa, ele não pensou duas vezes e iniciou o processo para obter a guarda da criança. Um ano depois veio a separação da mulher, que deixou o funcionário cuidando sozinho do filho.

Nessa época conheceu no trabalho Roseane Pereira da Silva, 41 anos. Era o início de uma nova história de amor, tanto para Eliezer, quanto para Mateus. "Nos primeiros meses ele já chamava Roseane de mãe", conta. "Mateus nos acompanhou até na lua-de-mel", lembra o funcionário público, que iniciava ali mais uma vez a luta para ter filhos.

Após dez anos tentanto, Eliezer e Roseane tiveram trigêmeos (Foto: Felipe Gibson/G1)

Foram dez anos tentando inseminações artificiais. Roseane entrou em depressão. "Pensava que já havia sofrido muito. Disse que podíamos entrar para a lista de adoção, mas ele quis tentar mais uma vez. Avisei que era a última mesmo", explica a mulher. O casal topou e em 2005 veio a resposta aguardada por Eliezer e Roseane.

"Quando apareceram os três corações na ultrassonografia Roseane ainda perguntou: 'Doutor, procure aí se não tem mais'", afirma. Os corações pertenciam a Lucas, Tiago e Alice, dois homens e uma mulher, como o agora irmão mais velho havia pedido tempos antes. "Entre as nossas tentativas, lembro que Mateus dizia que queria três irmãos, uma menina e dois meninos", diz.

Como pai, Eliezer conta que sempre busca participar ao máximo da vida dos filhos. Roseane confirma. "Quando estava tendo problemas para amamentar, ele passava o dia inteiro fora de casa em busca dos bancos de leite. Pedi para ele parar", afirma. No dia a dia, o funcionário público leva as crianças a escola e, como trabalha apenas meio expediente, procura sempre estar junto dos filhos.

Fonte: G1 RN

Manutenção e limpeza das praças.





Carlinhos, Ângela Pintora, Marcos, chefe de gabinete


A gestão do Prefeito Dr. Sérgio Eduardo tem cuidado especialmente dos prédios públicos e das praças. Ângela é uma dessas profissionais recentemente formadas pelo SENAI (Serviço Nacional de Aprendizado Industria) e mostrou um grande talento no curso de pintora em parceria com a Assistência Social. Em entrevista ao blog o prefeito ressaltou: "O objetivo é criar um cadastro municipal, é notório a carência de profissionais na área de construção, é preciso valorizar nossos talentos e, de certa forma, prepará-los para o mercado de trabalho, concluiu." 

Todas as secretarias estão trabalhando a todo vapor para fazer de Carnaúba dos Dantas uma cidade de todos. 

O telefone de contato de Ângela é (84)8782-8068.

Reportagem: Carlos, Voz do Povo

Crédito fotos: Blog Araponga 190

IFPB fará seleção para 115 vagas no curso de Letras EAD.

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB) divulgou edital de seleção para 115 vagas remanescentes no curso superior de Licenciatura em Letras com habilitação em Língua Portuguesa através do Ensino a Distância (EAD). A inscrição pode ser feita até 28 de agosto para vagas no segundo semestre do ano letivo de 2013. O curso tem polos nos campi de João Pessoa, Campina Grande, Picuí e Sousa.

As vagas estão divididas conforme a modalidade de inscrição: para professores da rede pública, para quem cursou todo o ensino médio na escola pública, e ampla concorrência, além de critérios de renda social, cota racial e pessoas com deficiência. Em Sousa, há cotas para pessoas de assentamento da reforma agrária.

De 6 a 9 de agosto, é o período para solicitar isenção da taxa de inscrição que tem o valor de R$ 30. Entre as pessoas que podem pleitear estão beneficiários do Bolsa Família e quem concluiu o ensino médio em escola pública. Dia 19, é divulgada a lista e é possível impetrar recurso no dia seguinte. O resultado final sai no dia 26.

É possível se inscrever e concorrer através da nota do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) de 2011 ou 2012. O resultado, impresso a partir da página do Enem, deve ser protocolado no polo do IFPB. A análise será focada nas notas das provas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e Redação.

A outra forma de seleção é através de prova a ser aplicada no dia 15 de setembro, das 08h às 12h, nas quatro cidades. É uma prova com 45 questões de múltipla escolha de Língua Portuguesa, Literatura, Inglês, Artes, Educação Física e Tecnologias da Informação e Comunicação, além da Redação.

A previsão é que em 3 de setembro sejam divulgados os inscritos na seleção e no dia 5 de setembro os locais de prova. É preciso ficar atento à documentação exigida para comprovar que se enquadra em cada modalidade de inscrição. Tudo está descrito no edital que estará disponível, clique AQUI. A seleção fica a cargo da Comissão Permanente de Concursos Públicos (Compec).

O gabarito da prova deve ser divulgado no mesmo dia e os recursos podem ser impetrados no dia seguinte. Em 27 de setembro é a previsão de divulgar o resultado da prova escrita e o da redação em 17 de outubro. Estão previstos períodos de recursos e análises. O resultado final do processo seletivo está previsto para 22 de outubro. A previsão de matrícula é de 24 a 30 de outubro.


Ana Carolina Abiahy – jornalista do IFPB

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Região Nordeste é a que apresenta maior aumento na expectativa de vida.

Em 1980, o nordestino tinha a taxa mais baixa do país (58,25 anos). No período de 30 anos houve elevação de 12,95 anos e, em 2010, atingiu 71,20 anos.


idosos_m1

A expectativa de vida do brasileiro cresceu 11,24 anos entre 1980 e 2010. O crescimento entre as mulheres ficou em 11,69 anos, enquanto entre os homens a elevação atingiu 10,59 anos.
No mesmo período, na comparação com o restante do Brasil, a Região Nordeste foi a que apresentou maior aumento na expectativa de vida. As informações fazem parte da pesquisa Tábuas de Mortalidade 2010 – Brasil, Grandes Regiões e Unidades da Federação, divulgada hoje (2) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
Em 1980, o nordestino tinha a taxa mais baixa do país (58,25 anos). No período de 30 anos houve elevação de 12,95 anos e, em 2010, atingiu 71,20 anos. De acordo com o IBGE, o crescimento foi decorrente, principalmente, do aumento de 14,14 anos na expectativa de vida das mulheres nordestinas, que passou de 61,27 anos em 1980 para 75,41, em 2010.
Segundo o gerente de Componentes de Dinâmica Demográfica do IBGE, Fernando Albuquerque, o Nordeste representava, em 1980, a região com menor índice de expectativa de vida. A aplicação mais eficaz de programas sociais e de projetos de distribuição de renda favoreceram o crescimento da taxa da região. “Todos os programas [geraram impacto positivo na região: houve] aumento na qualidade de atendimento de pré-natal, transferência de renda [propiciada pelo] Bolsa Família e melhor instrução. O programa Saúde da Família não [previne a mortalidade apenas na infância], mas em todas as faixas de idade. São programas importantes que representam forte impacto na [redução da] mortalidade. [Há] um aumento maior da expectativa de vida na região Nordeste”, explicou.
A elevação da expectativa de vida entre as mulheres foi o fator que favoreceu também o resultado do Rio Grande do Norte, que apontou a maior elevação entre os estados da região (15,85 anos). Lá, a taxa das mulheres ficou em 17,03 anos. “Em 1980, o Rio Grande do Norte também era um dos estados em que a mortalidade era mais elevada, consequentemente com uma expectativa de vida mais baixa. Então de certa forma estes programas aceleraram a diminuição [das taxas de] mortalidade e ganhos na expectativa de vida”, explicou.
O pior resultado de crescimento entre as regiões foi no Sul (9,83 anos). Apesar disso, a região ainda registra as mais altas taxas de expectativa de vida do país. Em 1980 era de 66,01 anos, a mais elevada daquele ano. Em 2010 atingiu 75,84 anos, também a maior expectativa entre as regiões. “Os níveis de mortalidade já eram mais baixos. Os aumentos ocorreram, mas com menos intensidade. Essas expectativas de vida já eram elevadas”, disse o gerente.
A segunda região a apresentar maior crescimento nos 30 anos compreendidos entre 1980 e 2010 foi a Centro-Oeste com elevação de 10,79 anos (de 62,85 para 73,64 anos). Em terceiro ficou o Sudeste que teve elevação de 10,58 anos (de 64,82 para 75,40 anos). A quarta foi a região Norte, que passou de 60,75 para 70,76 anos, representando um aumento de 10,01 anos na taxa.
Na avaliação do gerente do IBGE, no Norte, a dificuldade de acesso aos programas sociais impediu um desempenho melhor na esperança de vida. “Os programas sociais existem, mas há uma maior dificuldade em função da extensão da região e dificuldade de acesso. São populações ribeirinhas, onde o indivíduo tem de viajar vários dias para chegar a um posto de saúde”, explicou.
A pesquisa analisa resultados sobre a esperança de vida por sexo e compara informações sobre as regiões do país e dos estados. O trabalho utiliza dados do Censo Demográfico 2010, das estatísticas de óbitos obtidos no Registro Civil e do Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM) do ministério da Saúde para o mesmo ano.
Fonte: Nominuto

Os secretários de Educação João Paulo e Turismo Marcos de Elita estiveram na 5ª feira (1ª de Agosto) no Festival de Artes de Areia-PB.




Os secretários de turismo Marcos de Elita e Educação João Paulo estiveram quinta-feira, 1º de agosto no Festival de Artes de Areia, PB – onde na oportunidade mantiveram contatos com o prefeito, o Secretário de Cultura, o Cantor Chico Cézar, como também mantivemos contato com o Governador Ricardo Coutinho (PSB), PB. Por sua vez, reforçamos a solicitação do prefeito Dr. Sérgio Eduardo para que o governador faça a estrada que ligam os Estados da PB e do RN da Rodovia 151 Picuí ao Município de Carnaúba dos Dantas, RN. 

“Diga ao prefeito Dr. Sérgio Eduardo que em relação à construção da estrada que liga Picuí a Carnaúba dos Dantas será feita, pode ficar tranquilo, concluiu Ricardo Coutinho, governador do Estado da Paraíba.”

Fonte: Blog Voz do Povo

Prefeito Dr. Sérgio Eduardo recebeu equipe do IDEMA.


O prefeito de Carnaúba dos Dantas Dr. Sérgio Eduardo (PSB) recebeu agora há pouco técnicas do IDEMA Vânia e Mona, que vieram ao nosso município para fazer um diagnostico das comunidades rurais, dentro das oficinas realizadas do Projeto da Bacia do Rio Cobra, que abrange os municípios de Parelhas, Jardim do Seridó e o Carnaubense. A visita foi compartilhada pela vice-prefeita Nana Medeiros (PSD), Fabiano Pacômio (agricultura) e Marcos de Elita (gabinete). 

Segundo o secretário de agricultura do município Fabiano Pacômio, oportunamente solicitou a disponibilidade de estagiários para  realização de um projeto de defesa ambiental no município, algo que o órgão ficou certo de estudar a proposta.

A visita serviu também para as técnicas agradecerem ao prefeito municipal o apoio dado quando da realização das oficinas ambientais na comunidade.

Foto: Damião Carlos
Texto: Aristóteles Filho

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Artrite, bursite e dores musculares: causas para problemas no quadril.

'Atletas, muitas vezes, têm incômodo no quadril por conta dos impactos diretos ou indiretos e síndromes por uso excessivo'.


As causas mais comuns da dor no quadril na população em geral incluem artrite, bursite, dores musculares e compressão nervosa. Os atletas, no entanto, muitas vezes têm dor no quadril causada por impactos diretos ou indiretos e síndromes por uso excessivo. Por isso, é importante para um atleta prestar atenção quando começar a sentir esta dor no quadril para prevenir uma condição crônica.
Aqui estão resumidamente algumas das causas mais comuns de dor no quadril em atletas. Estiramento e tensões musculares (lesão). As dores no quadril e virilha são muitas vezes resultado de um estiramento do músculo adutor ou distensão muscular da origem do quadríceps. Esta lesão aguda do músculo é semelhante ao de qualquer outro tipo de músculo quando estirado ou tenso, que ocorre quando a musculatura é forçada para além dos seus limites.
quadril artrite euatleta (Foto: Getty Images)
Os músculos e tendões ao redor da articulação do quadril são particularmente propensos a este tipo de lesão, porque eles estão sujeitos a contração excêntrica. Elas aumentam a força no músculo durante o momento em que ele está no seu maior comprimento. Assim, acaba agindo como uma grande tração e pode levar a uma lesão muscular.
Bursite trocanteriana - A inflamação da bursa sobre a parte externa da articulação do quadril (trocanter do fêmur) é chamada de bursite trocantérica e pode causar dor com o movimento do quadril. O tratamento é muitas vezes eficaz, mas o estado às vezes pode se tornar um problema persistente.
A bursite é frequentemente observada em corredores, devido ao uso excessivo, mas também pode ser provocada pela queda ou impacto que resulta na inflamação da bursa do quadril (definida como uma bolsa repleta de fluido localizados em torno articulações do corpo que reduzem a fricção entre os tendões, músculos e ossos). Se está irritada ou inflamada, o atleta terá dor durante quase todo o movimento no quadril.
Uma pancada/trauma direto provoca uma contusão de um dos grandes ossos da pélve, o íleo. Quando um atleta cai ou recebe um trauma direto na bacia refere uma dor pontual geralmente seguida por edema (inchaço) e equimose (roxo) o que gera certa limitação para continuar a pr[atica do esporte.
A fratura por estresse - são geralmente diagnosticadas nos corredores de longa distância, e muito mais comum em mulheres do que em homens. Estas lesões são geralmente vistas em atletas de endurance, associadas com nutrição deficiente ou distúrbios alimentares ou endocrinológicos. É causada pela repetitivo micro-trauma no osso ao longo do tempo. Como a fratura de estresse em outras ossos, o melhor tratamento é evitar o impacto da corrida para  permitir que o osso cicatrize.
Lesão labral - o labrum do quadril é uma braçadeira de tecido grosso que cercam a articulação do quadril. Ele ajuda a apoiar o quadril. Quando uma lágrima labral (lesão) do quadril ocorre, um pedaço deste tecido pode se soltar ou apenas estar lesionado na articulação causando dor e sensações dolorosas ou estalos articulares.
As hérnias - são geradas mais frequentemente em atividades desportivas que requerem esforço repetitivo com  mudança de direção e em altas velocidades. O problema é provavelmente devido a um desequilíbrio das forças musculares da coxa (mais fortes) e os músculos relativamente fracos do abdômen que sofrem uma pequena lesão na sua fáscia (tecido de sustentação) gerando uma exteriorização intermitente ou definitiva do tecido subjacente causando dor e aumento de volume local.
Pubalgia - também é uma lesão causada por esforço repetitivo na região da sínfise púbica ou na origem da musculatura adutora comum nos atletas. A dor na pelve pode irradiar para as coxas e abdômen. A ultrassonografia da região inguinal permite verificar o nível de rarefação óssea e fazer o diagnóstico diferencial com as hérnias. Pode ocorrer degeneração óssea, cisto, arrancamento e fraturas de estresse nos estágios avançados devido ao desequilíbrio muscular, chegando até a necrose óssea.
Ressalto do quadril - essa síndrome é um palavra usada para descrever três problemas distintos: O primeiro é quando a banda ileo tibial que se insere sobre o lado de fora da perna fica dolorida. A segunda ocorre quando o flexor profundo do quadril sofre pressões sobre a frente da articulação. Finalmente, as lágrimas da cartilagem, ou labrum, provocam uma sensação de desencaixe.
Subluxação - a luxação completa da articulação de quadril é uma lesão muito incomum - ocorrem mais em acidentes automobilísticos de alta velocidade. No entanto, subluxação de quadril é uma lesão em que ele é empurrado parcialmente para fora da articulaçao e estão sendo reconhecidos como uma possível causa de dor em atletas.
Artrite/artrose do quadril - atletas mais velhos podem experimentar a rigidez e dor nas articulações, como resultado de artrite de quadril. A osteoartrite é uma das causas mais comuns de dor crônica do quadril para os atletas e não-atletas também. A osteoartrite é causada por desgaste e sobrecarga ou degeneração da articulação do quadril. Ao longo do tempo, a cartilagem lisa, que é o protetor natural, se desgasta e osso é exposto, ficando dolorido aos movimentos. Há muitos tratamentos disponíveis, incluindo exercícios de fortalecimento apropriados, mas quando os tratamentos conservadores falham, a cirurgia de substituição (prótese) pode ser uma opção.
Lombalgia - embora não seja um problema da região do quadril, problemas lombares podem muitas vezes causar dor ao redor das nádegas e quadris.
Síndrome da banda iliotibial - é uma causa comum de dor em ambos os joelhos e dor no quadril em atletas. A dor persistente ou aguda na parte externa do quadril, que aumenta durante a corrida, ao descer escadas, ou levantar-se de uma posição sentada. A banda atua, principalmente, como um estabilizador durante a corrida e pode tornar-se irritado por excesso de uso devido ao atrito nas estruturas adjacentes.
Avulsão do tendão - lesões isquiotibiais são comuns entre os atletas que praticam esportes que exigem acelerações poderosas ou  desacelerações ao correr. A tração no tendão pode ser leve ou severa e geralmente causa dor súbita e acentuada na parte posterior do coxa. Tratamento de um tendão avulsionado dependerá do grau da lesão, mas os primeiros socorros (repouso, gelo, compressão e elevação) podem acelerar a recuperação.
Sindrome iliopsoas - a dor nas virilhas e superior da coxa, com associação de quadril rígido e uma sensação de estalo são sinais comuns de lesões iliopsoas. Este tipo de dor pode estar relacionado com bursite iliopsoas (irritação e inflamação da bursa iliopsoas) ou tendinite iliopsoas (irritação e inflamação do tendão iliopsoas). A condição ocorre mais frequentemente em dançarinos e ginastas e atletas que realizam repetidos movimentos de flexão de quadril, gerando atrito e inflamação.
Síndrome do piriforme - pode causar dor nos glúteos (nádega) e dor ciática em alguns atletas. O pequeno músculo piriforme é acionado posteriormente a partir do sacro e quadril . Se esse músculo se torna contraído e tenso, encurtado ele pode colocar pressão sobre o nervo ciático, que passa por baixo. A dor frequentemente irradia para a parte de trás da coxa ou até a parte inferior das costas.
Dor no cóccix - a maioria das lesões são devido a uma queda direta com o cóccix (ossos que formam o final da coluna vertebral.) A gravidade das lesões no cóccix pode variar de uma contusão até uma fratura com desvio. Lesões como essa podem ser curadas por conta própria mas, ainda assim, deve ser diagnosticada e tratada por um médico.
Esse texto é apenas ilustrativo e para citar algumas das dores do quadril que podem gerar incapacidade para a prática esportiva. Uma vez observada uma dor em que assemelham-se as descritas acima, procure um médico para ser feito o correto diagnóstico e tratamento para que o problema não se agrave.
Fonte: Eu Atleta

A deputada Gilma Germano leva ao DER comissão de manifestantes pela recuperação da PB 151.


O diretor de obras do Departamento de Estradas e Rodagens – DER -  Dr Hélio Cunha, recebeu, na tarde desta quarta-feira (31/07), a deputada estadual Gilma Germano, que fez a interlocução entre os manifestantes que pleiteiam a recuperação da PB 151, no trecho que fica entre as cidades de Picuí e Carnaúba dos Dantas (RN), e o Poder Público responsável pelo serviço.

Apresentando péssimas condições de tráfego, a PB 151 foi palco de uma manifestação que durou por quatro dias, na semana passada, tendo a via sido interditada com bastante queima de pneus. Aprovando a reivindicação, mas discordando da forma como se deu o protesto, tendo em vista que a queima de pneu é antiecológica e o direito de ir e vir não deve ser cerceado, muito menos por um longo período, a deputada, que já apresentou, na Assembleia Legislativa da Paraíba, requerimentos (967/2011 e 4.421/2013), pleiteando o recapeamento da PB, aguarda com  ansiedade a realização desse pedido.  Hoje, mais uma vez, Gilma Germano pronunciou-se confiante pelo atendimento do pleito: “Nossa luta por melhoria para essa estrada é muito justa, e confio que o governador Ricardo Coutinho não medirá esforços para nos atender, afinal, ele já provou que aplica bem o erário público, tendo melhorado nossa malha viária, faltando apenas esta e a de Nova floresta, destacou a deputada.

Durante a audiência, o diretor de obras do DER explicou à comissão e à deputada os trâmites em que se encontra o projeto de recapeamento da estrada: está  em fase de conclusão, após o término, será encaminhado ao governador, que  irá definir a fonte de recursos e, em seguida, será iniciado o processo licitatório para a execução do recapeamento da PB 151. Nesse ínterim, enquanto não é iniciada a obra, a pedido da comissão, o DER, comprometeu-se a fazer o patrolamento da estrada nos locais mais críticos.

A comissão é composta pelo presidente da FAMUP e ex-prefeito de Picuí, Buba Germano; prefeito de Picuí, Acácio Araújo Dantas; vice prefeito, Francinaldo dos Santos; presidente das Câmaras de vereadores de Picuí, Ataíde Xavier, presidente da Câmara de vereadores de Carnaúba dos Dantas e representante dos ceramista,  Hemersom Felinto Dantas; ex prefeito de  Carnaúba dos Dantas, Alexandre Dantas; o vereador Aldemir Macedo; Major Galvão e Fábio dos Santos, representante dos pipeiros da região.

Tayana MacedoChefe de Gabinete
Deputada Gilma Germano

Prefeito e Vice de Carnaúba dos Dantas acompanham obras da prefeitura municipal.

O blog da prefeitura de Carnaúba dos Dantas noticiou a visita que o prefeito Dr. Sérgio Eduardo (PSB) e a vice-prefeita Nana Medeiros (PSD), acompanhado do secretário adjunto de obras Bob Dantas e pelo chefe de gabinete Marcos de Elita, fizeram hoje (31) às obras que vem sendo executadas pelo município.

Acompanharam a reforma da pracinha da Pedro de Gambão e da sede da Secretaria Municipal de Educação, e foram recebidos pelo titular João Paulo Pereira de Araújo; no Monte do Galo, as citadas autoridades acompanharam a reforma da Escola Municipal Cônego Ambrósio e Silva e logo após foram até o Bairro São José para verificar in loco a ampliação do sistema de esgoto da Rua Sinhá Rita, esta última vista pela vice-prefeita Nana como de suma importância para a comunidade.

O prefeito Dr. Sérgio considera fundamental o gestor acompanhar as obras executadas pela prefeitura, e a vice-prefeita Nana disse que o atual prefeito vem valorizando a sua pessoa, algo visto por poucos prefeitos das administrações passadas.

secretário adjunto de obras Bob Dantas explica reforma da pracinha de Gambão
reforma da secretaria de educação
Dr. Sérgio na secretaria de educação observando reforma
Nana, Dr. Sérgio, João Paulo e Bob, na secretaria de educação
reforma da pracinha de Gambão
ampliação do esgoto da Rua Sinhá Rita
ampliação do esgoto da Rua Sinhá Rita
ampliação do esgoto da Rua Sinhá Rita
ampliação do esgoto da Rua Sinhá Rita
Dr. Sérgio na escola do Monte
Nana cumprimenta professora da escola
Nana cumprimenta alunos da escola
Dr. Sérgio cumprimenta professora da escola
Dr. Sérgio cumprimenta professora da escola
Dr. Sérgio e as crianças da escola do Monte
Nana, profª Marcília, Dr. Sérgio e Bob
Dr. Sérgio e Nana na escola do Monte
Informações e fotos extraídas do blog da prefeitura municipal

IFRN divulga as concorrências dos processos seletivos para 2013.2.


A Coordenação de Acesso Discente do IFRN, vinculada à Pró-Reitoria de Ensino, divulgou nesse dia 30 as concorrências dos processos seletivos para os cursos técnicos subsequente, ProEJA  e cursos superiores de graduação. As vagas ofertadas são para o semestre letivo 2013.2 do Instituto.
O curso que apresentou maior concorrência foi a Licenciatura em Espanhol do Câmpus Natal-Central, com um número de 25,18 candidatos inscritos por vaga. O segundo curso mais concorrido foi o Técnico Subsequente em Segurança do Trabalho, também do Câmpus Natal-Central. Inscreveram-se 15,45 pessoas para cada uma das vagas. O Técnico Subsequente em Petróleo e Gás do Câmpus Mossoró foi o terceiro mais concorrido, recebendo um total de 12,18 inscrições por vaga. Segue em anexo a lista com as concorrências de cada processo.
As provas para os cursos técnicos subsequente e ProEJA acontecem dia 11 de agosto, das 14h às 18h. O acesso aos locais da prova ocorrerá das 13h00min às 13h45min (horário oficial local). O Cartão de Inscrição, que informa o local exato de realização do teste, estará disponível a partir do dia 1º de agosto na Área do Candidato (http://ingresso.ifrn.edu.br). Os inscritos devem entrar no site e preencher os dados do campo "Acessar inscrição" para visualizar e imprimir o cartão.
Para os cursos superiores de graduação, não haverá prova, já que o processo seletivo se baseia nas notas obtidas pelos candidatos no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). Nesse caso, o resultado dos alunos selecionados será divulgado, amanhã, dia 1º de agosto.
Páginas dos processos seletivos: