domingo, 31 de março de 2013

A Verdadeira história da Páscoa contada por crianças.


Fonte: You Tube

Missão Maracanã: Tom Cruise visita o estádio, se emociona e encontra Zico.

No Rio de Janeiro para divulgar novo filme, ator se ajoelha ao entrar no gramado e diz que seria uma honra estar na Copa do Mundo no Brasil.

Parecia uma missão impossível. Mas, se tratando do astro de Hollywood Tom Cruise, tudo pode acontecer. O ator ficou quatro dias no Rio de Janeiro para divulgar seu novo filme, Oblivion, e fez questão de conhecer o Maracanã. O Esporte Espetacular acompanhou a visita ao estádio e ainda promoveu o encontro do ídolo do cinema com Zico, o maior artilheiro do estádio.
Ao chegar ao gramado, o astro protagonizou uma cena inédita na carreira: extremamente emocionado, ele se ajoelhou e passou as mãos pela nova grama. Tom foi um dos primeiros a pisar no palco da final da Copa do Mundo de 2014.
- O estádio está lindo! Nunca estive em uma Copa por conta de compromissos de trabalho. Mas vou fazer de tudo para estar com a agenda livre para a Copa no Brasil. Seria uma honra estar aqui – diz o ator.
Tom Cruise Esporte Espetacular (Foto: Rogério Resende / R2Foto)
O Galinho de Quintino deixou de lado o posto de ídolo e atacou de fã. O ex-jogador disse que já assistiu a todos os filmes dele e que a mulher lhe mandou um beijo. Modesto, o astro também deu um recado para Zico.
- Hoje encontrei uma mulher e ela soube que eu iria te encontrar e mandou dizer que te ama!
Simpático, bonito e talentoso, o astro tem 37 filmes no currículo. Por conta da carreira e da paixão pelo esporte, praticamente se tornou um atleta e faz treinos específicos de acordo com a necessidade de cada cena.
Em Dia de Fúria, o próprio ator quis pilotar os carros de corrida; e em Missão Impossível 2, ele mostra o lado escalador de montanhas. No filme Missão impossível 4, participou de uma das cenas mais perigosas da carreira, que o fez mudar a categoria do seguro de vida: escalar o segundo edifício mais alto do mundo, em Dubai, que tem 828m de altura e 163 andares.
Tom Cruise Esporte Espetacular 2 (Foto: Rogério Resende / R2Foto)
- Tudo aquilo é real. Nós filmamos no topo do edifício, não tem efeito de computação. Sou eu no prédio.
O astro também gosta muito de futebol. Zico até lembra que eles têm um amigo em comum.
- Eu vou mandar uma mensagem para o David Beckham hoje dizendo que estive com o Zico e ele vai ficar com ciúmes! – brinca o ator.
E como é o Tom Cruise torcedor?
- Eu sou calmo, eu fiz muitos esportes. Eu gosto de assistir futebol, mas sou calmo. Eu não sou nervoso, mas eu sinto lá dentro, sabe? A dor e a felicidade.
E como é o Tom Cruise jogador? Zico até dá uma bola autografada para o ator e o convida para bater uma bolinha. Mas essa missão ficou impossível, pelo menos por hora. Quem sabe em 2014 ela aconteça?
Tom Cruise Glenda e Zico Esporte Espetacular (Foto: Rogério Resende / R2Foto )
Fonte: Esporte Espetacular

Bolt dá show do início ao fim, vence desafio de 150m e celebra com funk.

Jamaicano completa a prova em 14s42 e fica a sete centésimos da própria marca (14s35), a melhor do mundo.Comemoração tem 'sofrimento' e dança.

Domingo de sol, Praia de Copacabana e "Bolt Contra o Tempo". A rara combinação levou um animado público à arena improvisada sobre as areias para assistir ao homem mais rápido do mundo vencer mais uma vez. Assim como faz frequentemente nas competições oficiais, o bicampeão olímpico dos 100m e 200m rasos começou a dar show já no aquecimento. De fone nos ouvidos, dançou e interagiu com a torcida ao som do funk "Passinho do Volante - Ah Lelek, lek, lek, lek". Foi também essa mesma música que embalou sua comemoração.
Na hora de correr, Usain Bolt chegou de toalha na cabeça para se proteger do sol forte. De branco, não decepcionou. Deixou para trás os concorrentes e cruzou a linha dos 150m com sobras em primeiro lugar, em 14s42 - sete centésimos a mais que a própria marca de 14s35, a melhor do mundo na distância, obtida em Manchester, em 2009. O antiguano Daniel Bailey chegou em segundo, seguido pelo brasileiro Bruno Lins, em terceiro, e pelo equatoriano Alex Quiñonez, bem atrás, em quarto.
MOSAICO - Usain bolt copacabana corrida (Foto: Editoria de Arte)
No fim, Bolt fez a tradicional pose do raio, jogou as sapatilhas para os torcedores e acabou sofrendo com o piso quente - logo depois, um integrante da organização levou outro par de tênis para o astro, que deu um recado à torcida.
 - Foi uma boa prova, uma experiência incrível. Agradeço ao público que chegou cedo e debaixo deste sol forte e espero reencontrar a todos em 2016. Fiquei satisfeito com o tempo, ainda é início de temporada - disse Bolt.
Para fechar a festa em grande estilo, mais funk. Com a mesma trilha sonora que embalou o aquecimento, Bolt dançou acompanhado pelas corredoras brasileiras Rosângela dos Santos e Evelyn Santos e por Daniel Bailey. Como sempre, esbanjou carisma, simpatia e quebrou o protocolo indo até a areia para cumprimentar seus fãs.
- Ele foi muito bem no funk. Para a primeira vez, ele foi ótimo. Para quem já tem molejo, como ele, fica fácil - elogiou Rosângela, segunda colocada no desafio feminino, vencido por Franciela das Graças.
Fonte: Globo Esporte

Fôlego Máximo: novo quadro estreia com maratona em Jerusalém.

Clayton Conservani e Carol Barcellos participam de corrida na cidade sagrada para religiosos. Fé e esporte se unem na terra santa em Israel.

A cidade sagrada para judeus, mulçumanos e cristãos é o cenário da estreia do novo quadro do Esporte Espetacular: Fôlego Máximo. Em Jerusalém, Israel, a fé se une ao esporte na maratona de 42km pela cidade santa. Correr no solo sagrado que guarda três mil anos de história é o primeiro desafio da repórter Carol Barcellos. Os principais obstáculos são o clima, que é muito seco, e o terreno, que tem muitas ladeiras.
- Sem exagero: correr em Jerusalém é subir e descer o tempo todo. A prova é dura. Não existe plano, está sempre subindo ou descendo – diz Carol.
Além das dificuldades físicas, a repórter também precisa estar tranquila emocionalmente. E o apoio de um veterano em aventuras radicais é importante.
- Minha missão em Jerusalém é dar força para Carol. Ela foi mãe e depois da maternidade essa vai ser a primeira maratona dela – conta o repórter do Planeta Extremo, Clayton Conservani, que também participou da corrida.
Após a maternidade, Carol explica que tudo mudou em sua vida.
Maratona Jerusalém 5 (Foto: Divulgação TV Globo)
- Tudo é diferente. Tem um tempo que você leva para recuperar o seu corpo, para recuperar a corrida. Eu fiquei muito tempo sem correr. Mas acho que a mulher fica muito mais forte depois de ser mãe. Muito mais resistente. Eu sei que a única dor que eu não aguento é se acontecer alguma coisa com a minha filha.
Para buscar forças e renovar as energias, um dia antes da prova a equipe visitou o Muro das Lamentações, santuário dos Judeus, que lamentam a destruição do primeiro e segundo templo. No local, homens, mulheres, crianças e adolescentes rezam dia e noite. O momento de reflexão é para fazer pedidos e agradecimentos.
- A energia é diferente, é muito forte. É impossível não se emocionar vendo as pessoas com tanta fé – conta Carol.
A religiosidade é um dos atrativos para as 1.050 pessoas que decidem fazer a corrida em Jerusalém. Outros escolhem a cidade, que está no centro do conflito histórico entre árabes e israelenses, para pedir paz. O egípcio Raef Gurgos já correu 104 maratonas, sem nunca se preocupar com o tempo. O objetivo dele é disseminar a mensagem escrita na bandeira que carrega: ‘Deus é amor’.
- Vim para mostrar que devemos amar um ao outro não importa a religião.
No começa da prova, os três primeiros quilômetros de subida já anunciam que a maratona será puxada. É preciso encontrar o ritmo ideal para enfrentar tantas ladeiras. Quase na metade do percurso, outro empecilho – a temperatura.
- A gente começa a ver muita gente andando para subir. Chegando ao km 21 já está muito frio. A boca fica toda cortada – conta Carol.
No caminho, um senhor descalço, que não escolhia onde pisar, chamou a atenção da equipe. Era o australiano Stephen Lenn, de 64 anos.
- Corro descalço porque estou numa cidade santa, sentindo o solo santo aos meus pés. É muito especial.
Na metade da prova fica a Cidade Antiga, a parte mais bonita da corrida. O local é cercado por muralhas construídas em 1528. É um dos patrimônios culturais da humanidade. A partir desse ponto, as dores começam a incomodar os corredores.
Maratona Jerusalém (Foto: Divulgação TV Globo)
- Agora é na raça! Minhas pernas estão doendo. Agora começa a ficar com cara de maratona, agora a maratona começa a machucar. É cabeça. Pensar que eu cheguei aos 28 e vou chegar aos 42km – desabafa Carol.
Para os profissionais, o sofrimento termina antes. O etíope Abrham Ketla, com 2h16m, é o campeão. Mihret Antonios, também da Etiópia, chega em primeiro entre as mulheres, com 2h48m. Despois de muitos sacrifícios, muitas dores no corpo, e de 4h35m, Carol e Cleyton cruzam a linha de chegada.
- Uma maratona em Jerusalém não poderia ser diferente, né? Tinha que ser conquistada com muito sacrifício, coração, muita paixão. É uma cidade que respira isso, sacrifício, peregrinação, devoção. Uma prova linda e difícil. Não esperava que fosse tão difícil, que ficaria tão machucado – revela Clayton.
Seja por fé, superação, competição ou realização, o que mais se vê ao fim da prova são pessoas agradecendo por ter completado a maratona, independentemente de estarem descalço, com bandeira, sozinho, em família ou com amigos de trabalho, como a Carol e o Clayton.
Maratona Jerusalém 4 (Foto: Divulgação TV Globo)
Fonte: Esporte Espetacular

‘Dominguinhos já abre os olhos e a boca’, afirma Guadalupe, mulher do sanfoneiro.

dominguinhos_diariodoforro

Dominguinhos está cada dia melhor, é o que diz a mulher do sanfoneiro, Guadalupe, em conversa com o Purepeople nesta quinta-feira (28), para a alegria dos fãs. Ela ainda afirma que o cantor já abre os olhos e a boca, e que desde que foi transferido de Recife, no Pernambuco, para o Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, em janeiro, ele só melhora.
“Ele está olhando para mim agora e apertando minha mão. Acredito que não será uma recuperação rápida, mas ele melhora a cada dia. Não digo que em Recife o tratamento era ruim, mas aqui ele já avançou bastante”, declarou: “Também estamos no processo para iniciar o tratamento com uma fonoaudióloga”.
O músico ficou em coma durante um tempo e polêmicas foram criadas em volta de sua doença. Inclusive, o primogênito de Dominguinhos, Mauro da Silva Moraes, declarou anteriormente que o coma do cantor era irreversível – o que não foi confirmado pela assessoria do Hospital Sírio-Libanês, onde ele está internado, nem pela mulher do compositor. Guadalupe ainda afirmou que Mauro entrou com um processo contra ela, que é procuradora do músico, e a filha mais nova de Domingos, Liv.
Questionada se o filho do sanfoneiro ainda insiste no processo, ela foi taxativa: “Eu não sei. A gente têm uma única preocupação no momento, que é o Dominguinhos. Nossa vida é ele”. Em entrevista anterior, Guadalupe contou que Mauro vivia afastado e que não fazia parte da família, mesmo sendo um parente. “É uma estratégia dele para ganhar algo”, afirmou na época.
Sua filha com o cantor, a também cantora Liv Moraes, está em Recife resolvendo assuntos familiares. “Nós somos as responsáveis por ele, por isso a Liv teve que viajar. Temos que cuidar de tudo. Somos nós a família: Domingos, eu e Liv”, finaliza, sempre deixando um recado para tranquilizar os fãs – que organizaram uma caminhada em apoio à recuperação do carismático sanfoneiro. “Ele está melhorando”.
O compositor de 72 anos foi internado após sofrer complicações decorrentes de um câncer de pulmão, em Recife, Pernambuco. Ele sofreu inúmeras paradas cardíacas e foi hospitalizado com arritmia cardíaca e infecção respiratória, entrando em coma em seguida.
Fonte: Portal Mundo Forrozeiro

Gil Mendes agora é Forró dos Plays!


Após vários especulações, finalmente acabou o mistério, Gil Mendes é a nova vocalista do Forró dos Plays. As negociações com A3 já vinham acontecendo a alguns dias, daí na tarde desta segunda-feira (25) durante a festa de aniversário de Xand Avião tudo se concretizou. O seu novo parceiro de palco, Doidim de Mossoró já deixou suas felicitações nas redes sociais. Gil estréia em abril.

Fonte: Portal Mundo Forrozeiro

Jailson e Eliza agora são Cavalo de Aço.


Jailson Santos e Eliza Clívia (Ex-Cavaleiros do forró) já estão de banda nova! Após uma reunião com a padang promoções, o casal fechou a ida pro Forró Cavalo de Aço, novo projeto da empresa. Os dois vem substituir o cantor Briola Sales que recentemente voltou pro Ferro na Boneca. Quem estará ao lado de Jailson e Eliza, completando o time de vocalistas é o cantor Marcelo Jubão que já fazia parte do grupo. Breve a nova Cavalo de Aço entrará em estúdio para gravar novo CD e logo anunciarão a data de estréia do casal.

Fonte: Portal Mundo Forrozeiro

Markinho Oliveira agora é Forró 100%.


Samyra Show já tem um parceiro de palco no Forró 100%, o nome dele é Markinho Oliveira, o cantor deixa o projeto Forró do Papai para seguir nessa nova banda que já vem sendo esperada com grande expectativa pelos forrozeiros. Markinho vem ganhando destaque por ter a voz idêntica a de Felipão (Ex-Forró Moral).

Fonte: Portal Mundo Forrozeiro

Páscoa Cristã.

Para os cristãos, a Páscoa tem o propósito de relembrar a salvação em Cristo através da morte e ressurreição de Jesus.

Na Páscoa, os cristãos comemoram a morte e a ressurreição de Jesus.
Os descendentes de Abraão, Isaque e Jacó passaram mais de quatrocentos anos escravizados no Egito, assim, Deus decidiu libertá-los dessa escravidão. Moisés foi o escolhido por Deus para libertar o povo, sendo, então, o líder do êxodo.

Moisés, atendendo ao chamado de Deus, foi ter com Faraó, transmitindo-lhe a mensagem divina: “Deixa ir meu povo para que me sirva”. A fim de provar a Faraó a vontade divina, Moisés invocou pragas contra o Egito. As pragas começaram a ser lançadas, mas assim que se cessavam Faraó continuava a pecar, mantendo-se contra a vontade de Deus. Assim, a décima e última praga fora lançada - Deus enviou um anjo destruidor através da terra do Egito a fim de ceifar a vida de todo primogênito: “E eu passarei pela terra do Egito esta noite e ferirei todo primogênito na terra do Egito, desde homens até aos animais; e sobre todos os deuses do Egito farei juízos. Eu sou o SENHOR.” (Ex. 12.12).

Contudo, como os israelitas também habitavam no Egito, o Senhor Deus enviou uma ordem ao seu povo. Cada família deveria tomar um cordeiro macho de um ano de idade, sem defeito, e sacrificá-lo ao entardecer do dia quatorze do mês de Abibe; as famílias menores poderiam dividir um único cordeiro. Parte do sangue do cordeiro sacrificado deveria ser passada nas ombreiras e na verga da porta de cada casa. Assim, o anjo, ao passar por aquela terra, passaria por cima daquelas casas que tivessem o sangue sobre elas – daí o termo Páscoa, do hebreu pesah, que significa “pular além da marca”, “passar por cima” ou “poupar”. Assim, os israelitas foram protegidos da morte, através do sangue do cordeiro morto. É importante ressaltar que Deus ordenou o sinal de sangue não porque Ele não era capaz de identificar seu povo, mas porque queria ensinar a eles sobre a importância da obediência e da redenção pelo sangue, preparando-os para o advento do “Cordeiro de Deus”, que séculos mais tarde tiraria o pecado do mundo (“Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo” Jo 1,29b).

Naquela noite os israelitas deveriam estar preparados para viajar. Eles deveriam assar o cordeiro, preparar ervas amargas e pães sem fermento (na Bíblia, o fermento simboliza, normalmente, o pecado e a corrupção; esses pães asmos simbolizavam a separação entre os israelitas redimidos e o Egito). O povo deveria estar pronto para a refeição ordenada ao anoitecer, a fim de partir apressadamente. Assim se fez, tal como o Senhor dissera.

O povo de Deus, a partir desse momento da história, passou a celebrar a Páscoa em toda primavera, já que as instruções divinas relatavam ser essa celebração um “estatuto perpétuo”, conforme o livro de Exôdo 12.14: “E este dia vos será por memória, e celebrá-lo-eis por festa ao SENHOR; nas vossas gerações o celebrareis por estatuto perpétuo.” Assim, em cada páscoa, os israelitas, juntamente com suas famílias, sacrificavam um cordeiro, retiravam de suas casas todo fermento e comiam ervas amargas e contavam a história de seus ancestrais, de como viveram o êxodo na terra do Egito e a libertação da escravidão ao Faraó – era dever dos pais usar a Páscoa para ensinarem aos filhos a verdade sobre a redenção da escravidão e do pecado, que Deus efetuara em seu favor e que através disso fez deles um povo especial sob seus cuidados.

Nos tempos do Novo Testamento, os judeus (israelitas) observavam a Páscoa da mesma maneira. Jesus, aos doze anos de idade, foi levado a Jerusalém por seus pais para a celebração da Páscoa (Lc 2.41-50), posteriormente, Jesus participou dessa celebração em Jerusalém a cada ano. A última ceia de que Jesus participou com seus discípulos em Jerusalém, pouco antes da cruz, foi a refeição da Páscoa.

Para os cristãos, a Páscoa tem o propósito de lembrar a salvação em Cristo e da redenção do pecado e da escravidão a Satanás, pois Jesus foi crucificado na Páscoa, como cordeiro pascoal (1 Co 5.7), que liberta do pecado e da morte todos aqueles que nEle creem.
Fonte: Brasil Escola

Papa Francisco pede paz nas Coreias e na Síria em mensagem de Páscoa.

Pontífice argentino também condenou tráfico de drogas e de pessoas. Missa foi acompanhada por 250 mil fiéis, segundo o Vaticano.

O Papa Francisco dá neste domingo (31) a bênção Urbi et Orbi aos fiéis reunidos na Praça de São Pedro, no Vaticano (Foto: AFP)

O Papa Francisco pediu neste domingo (31), em sua mensagem de Páscoa, que as divergências entre as duas Coreias sejam superadas e que uma "solução política" seja encontrada para o conflito interno na Síria.
Na maior festa do cristianismo, Francisco pediu aos fiéis católicos que transformem "a morte em vida, o ódio em amor, a vingança em perdão, a guerra em paz".
O pontífice, que respeitou o texto preparado e falou apenas em italiano, condenou os "que buscam lucros fáceis" e o "egoísmo que ameaça a vida humana e a família".
Ele pediu uma solução política para a crise síria, onde "muitos refugiados estão esperando ajuda e consolo".
"Quanto sangue derramado! E quanta dor há de ser causada ainda (na Síria), antes que se consiga encontrar uma solução política para a crise?", perguntou, em referência à guerra civil síria, que já deixou mais de 70 mil mortos, segundo a ONU, e gerou uma crise humanitária com mais de um milhão de refugiados fugindo para os países vizinhos.
Ao falar da Ásia, pediu para que sejam superadas as divergências na península coreana e que "amadureça um renovado espírito de reconciliação".
"Paz a esta Terra nossa. Que Jesus ressuscitado traga consolo aos que são vítimas de calamidades naturais e nos torne custódios responsáveis pela criação."
Nas últimas semanas, a retórica de guerra entre a Coreia do Norte e seus rivais Coreia do Sul e Estados Unidos aumentou, gerando temor de um confronto militar na região.
Tráfico de drogas e de pessoas

O pontífice argentino também condenou o tráfico de drogas e o de pessoas.

"Paz a todo o mundo, ainda tão dividido pela cobiça", disse o Papa no balcão da Basílica de São Pedro, após denunciar "a violência ligada ao tráfico da droga e a exploração iníqua dos recursos naturais", além do "tráfico de pessoas, a maior escrevidão do século 21".
Francisco também pediu que israelenses e palestinos retomem as negociações de paz no Oriente Médio, "com determinação e disponibilidade, a fim de pôr fim a um conflito que já dura tempo demais".
O pontífice lembrou ainda da África, especialmente da República do Mali, "para que volte a encontrar unidade e estabilidade", e da Nigéria, "onde infelizmente não cessam os atentados, que ameaçam gravemente a vida de tantos inocentes".
250 mil fiéis

Cerca de 250 mil fiéis assistiram à Missa do Domingo da Ressureição, na Praça de São Pedro, segundo o Vaticano.

Antes de pronunciar a mensagem, o Papa cumprimentou um por um os cardeais presentes e percorreu no papamóvel descoberto o recinto vaticano, adornado com 40 mil flores provenientes da Holanda, que transformaram a praça em um jardim.


Francisco cumprimentou os presentes e de novo beijou várias crianças. Uma delas, afetada por uma doença incurável, foi beijada e abraçada com mais intensidade.
O Papa Francisco saúda os fiéis neste domingo (31) na Praça de São Pedro, no Vaticano (Foto: AP)

O Papa foi recebido com "vivas" e bandeiras pelos milhares de presentes, muitos deles argentinos, que agitavam a bandeira de seu país natal.
O Papa, de 76 anos, rezou a missa sozinho, embora tenha sido ajudado pelos cardeais Angelo Comastri e Raffaele Farina.
Na missa não houve homilia, já que o Papa a pronunciou durante a Vigília Pascal realizada na noite da véspera na Basílica de São Pedro.
Como ocorre desde o ano 2000, quando se recuperou uma tradição perdida há 800 anos, no altar foi colocado o ícone do Santíssimo Salvador conhecido como "Acheropita" (que significa não pintado por mãos humanas).
Trata-se de uma das imagens mais veneradas da cristandade e que se conserva na capela Sancta Santorum, localizada no prédio anexo à Basílica de São João de Latrão, onde se guarda a Escada Santa pela qual segundo a tradição Jesus subiu durante sua paixão.
Antes de começar a missa, Francisco orou alguns minutos perante o ícone do Santíssimo Salvador.
A Mensagem Pascal dá fim aos ritos da Semana Santa, a primeira do Papa argentino, que nesta segunda voltará à Praça de São Pedro para rezar ao meio-dia o Regina Coeli, que substitui o Angelus no tempo da Páscoa.


O Papa deve permanecer no Vaticano  após os ritos da Semana Santa.

Milhares de fieis acompanham missa no Vaticano. (Foto: Alberto Pizzoli / AFP Photo)
Fonte: G1

sábado, 30 de março de 2013

Cedo ou tarde - NX Zero.


Fonte: You Tube

Veja como melhorar o diálogo com seus pais!

Durante a adolescência, a relação com os pais pode ser difícil. A diferença de gerações, as mudanças constantes e a falta de tempo podem dificultar o diálogo que, apesar de tudo, ajuda a moldar a personalidade dos filhos e leva os pais a conhecê-los melhor. Por isso, conversamos com especialistas sobre o significado das conversas e a importância delas nessa relação.

Pais discutindo com filhos

“Velhos”
A psicóloga e psicopedagoga Paula Roberta de Castro Santos explica que muitas vezes o adolescente já mantém os pais afastados por considerá-los “ultrapassados”, ou seja, acreditam que eles são incapazes de entender “o que acontece com eles, ou com sua vida, amigos, crises”. Mas vale lembrar que seu pai e sua mãe já foram adolescentes um dia e passaram pelos mesmos problemas que você! Paula reforça que “cabe ao adolescente tentar escutar o que os pais dizem, mesmo que lhes pareça inoportuno ou antiquado”. Afinal, é por meio dessa conversa que você pode descobrir que eles têm sempre um bom conselho para te dar.

O sermão
Mas não cabe só aos filhos saber ouvir – a educadora mediadora de conflitos Suely Buriasco explica que os pais também deve saber conversar: “muitos pais chamam os filhos para o diálogo, mas ao invés de conversar com os filhos pregam um sermão”. É nessa hora que você pode surpreendê-los: que tal reagir de forma diferente na próxima vez que houver conflito? Ao invés de responder com impaciência, trancar-se no quarto ou fazer cara feia, diga que entendeu e que vai procurar melhorar. Na próxima conversa, você vai ver como o tom de seus pais vai ser diferente. Dessa forma, eles terão confiança para ter um diálogo de igual para igual com você.

Como aproximar-se?
Muitos filhos sofrem com a falta de tempo dos pais mas, mesmo assim, há maneiras para tornar as brigas menos frequentes. Suely explica que, primeiramente, o filho deve refletir sobre os motivos que levam os pais a discordarem sobre determinado assunto. Assim, pondo-se no lugar deles, fica mais fácil entender a motivação do temido “não”.


Depois, é preciso encontrar um assunto que interesse aos dois lados para, com calma, introduzir o tema principal. Por fim, “é importante que essa abordagem seja feita de forma amigável e com muito respeito, isso fará com que os pais se tornem mais receptíveis”.

Não deu
Quando esse diálogo não se desenvolve, o adolescente pode recorrer a outra pessoa mais velha, porém de confiança. Mesmo assim, Paula explica que o diálogo entre pais e filhos pode evitar uma série de problemas e que, se possível, a ajuda de um especialista pode ajudar a construir essa relação.

Fonte: Astral Love

Dilma decreta o 1º de abril como o Dia Nacional dos Homens Brasileiros.


Tendo em vista que as mulheres tem o dia internacional delas, comemorado em 8 de março, a Associação Brasileira de Homens com H procurou o governo para solicitar uma homenagem para o universo masculino. 

Na petição formulada pela associação, os homens exigem um dia dedicado exclusivamente a eles, assim como existe o dia internacional da mulher. 

Dilma aceitou o pedido e decretou o 1º de abril para se tornar o "Dia Nacional dos Homens". O decreto, para virar Lei, precisa ser votado ainda pelo congresso nacional, para posteriormente receber a sanção da Presidente 

Para Dilma, o dia 1º de abril cai como uma luva para homenagear os homens brasileiros. 

O Presidente da Associação Brasileira de Homens com H, Carlos Ernesto Rodrigues, não gostou da data escolhida pela presidenta. A ABHH vai recorrer para tentar alterar a data. 

Fonte: Blog Voz do Povo

Familiares e amigos prestaram o último adeus ao amigo Valdemar Cândido.

Familiares de Valdemar Cândido
Filarmônica 11 de dezembro
Netos de seu Valdemar
População Carnaubense lotando as ruas
Vereadores prestando homenagens
Chegada a igreja Matriz de São José
Valdenor Júnior e Valdenor Araújo
Cortejo ao cemitério de nossa cidade
Homenagem do Socfarm São José
Fotos: Juquinha

É Festa!

Já escolheu a festa que você vai?

Carnaúba dos Dantas-RN

Acari-RN

Caicó-RN

Currais Novos-RN

Jardim do Seridó-RN

Parelhas-RN

Picuí-PB

Fotos da Paixão de Cristo 2013 em Carnaúba dos Dantas-RN!






































Fotos: Bruna Luiza